Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O meu filho, com o ar mais natural do mundo, ontem contava-me ontem que um colega do jardim lhe deu um pontapé.

- Mamã, queres saber uma coisa da escola?

- Quero, claro.

- O R. deu-me um pontapé porque queria passar à frente.

- Hum, e tu o que fizeste?

- Nada.

- Mas, filho, tu tens que te defender!

Nem sempre foi este o meu conselho, primeiramente dizia-lhe para chamar a educadora ou auxiliar. Depois, eu própria falei com elas, mas ao que parece a situação mantém-se, pelo que não me resta alternativa a não ser incentivá-lo a dar o troco.

E ele está a levar a sério, talvez demasiado a sério. Voltando à nossa conversa, quando lhe disse para se defender, o miúdo (no alto dos seus 4 anos) diz-me isto:

- Está bem, mamã. Amanhã vou levar uma faca para lhe cortar o pescoço!

Fez-se silêncio...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Voltei, voltei

por Clara, em 21.09.16

Já dizia o Dino Meira, "voltei, voltei. Voltei de lá. Ainda ontem estava em França. E agora já estou cá" (ora pesquisem no youtube)!

Por acaso não estava em França, mas ausentei-me durante uns meses para gozar férias, vejam lá. Mentira. Licença de maternidade não é sinónimo de férias, mesmo! Mas é maravilhoso à mesma. Dias a fio privada do sono, amamentar a cria, muito colo (tenho as costas irremediavelmente lixadas), muito mimo, trocas infinitas de fraldas, os primeiros sorrisos, puxões de cabelos, várias consultas e vacinas (caríssimas, as não comparticipadas pelo SNS), os primeiros dentinhos, sopas e papas... Pronto, já parei. 

Como veem, faço um mix do bom e do menos bom. Afinal, é assim que vejo as mais de 4000 horas dos últimos 6 meses que passei com pequeno pimpolhinho, que tornou a minha vida ainda mais colorida e feliz.

 

E vocês? Tiveram saudades minhas? Sei que sim!

 

PS: Vou esforçar-me muito por escrever corretamente o novo português. Agora que não há volta a dar ao acordo, que remédio temos nós a não ser redimirmo-nos às evidências e fazer boa figura, que é como quem diz, não pontapear a nossa língua com erros ortográficos. Prometo tentar...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Detentoras de certezas absolutas

por Clara, em 12.06.15

Os fóruns onde se debatem e partilham histórias sobre filhos, gravidez, maternidade e afins podem ter a sua utilidade, sim senhor mas, na minha perspectiva, só mesmo enquanto espaço de troca de opiniões e experiências. Nunca, mas mesmo nunca, devem ser encarados como verdadeiros consultórios médicos. E quem por lá passa há-de concordar que, por vezes, é surreal o que se lê.

Bom, eu cá não teria muito fé numa resposta de alguém que se despede com "Beijinhos férteis".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quando nem eles se entendem

por Clara, em 19.02.15

O mundo da maternidade está repleto de contrariedades. Mães pela primeira vez cheguem-se aqui à frente. É ou não verdade que, não raras vezes, nos deparamos com opiniões contraditórias sobre assuntos médicos e somos obrigadas a fazer uma espécie de pim-pam-pum?

Médico de família diz que sim, pediatra diz que não, enfermeira diz que nim.

Médico de família diz que não, pediatra diz que sim, enfermeira nem diz nada.

E estava aqui meia manhã a escrever sobre todas as possibilidades.

Gelo após as vacinas? Sim, sim, claro.

Afinal, não, li aqui.

Faço o quê, pim-pam-pum?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não dá para acreditar

por Clara, em 14.10.14

http://visao.sapo.pt/apple-e-facebook-pagam-a-funcionarias-para-congelarem-ovulos=f798287

Nojo. Até dá vontade de encerrar a conta no facebook...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu aqui a pedir o Natal...

por Clara, em 13.10.14

Quando eu acho que estou a exagerar porque Outubro vai a meio e eu já só penso no Natal, na decoração da árvore, nos presentes, coisa e tal,  entro num site e deparo-me com uma mãe a questionar qual será a melhor fantasia para o filho vestir... no Carnaval de 2015!

Autoria e outros dados (tags, etc)

muda toda uma vida, verdade. Pessoalmente, sinto que a alteração mais profunda, aquela que eu não imaginaria possível e que está a ter um impacto estrondoso em mim, é a vontade constante de abandonar a carreira só para estar perto da minha família.

Não posso dizer que estou a ponderar fazê-lo, que estou dividida ou o que quer que seja, o trabalho dá dinheiro e, neste momento, isso é mais do que suficiente para não poder pensar duas vezes.

Mas vontade não me falta!

Autoria e outros dados (tags, etc)


A escrita é o meu espelho e, se querem saber mais sobre mim, basta que consigam ver-me para além dele.

foto do autor



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D




Pesquisar

  Pesquisar no Blog