Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Respeito

por Clara, em 20.03.15

Nem tenho palavras para dizer o que senti e o quanto o sangue me ferveu nas veias. Ouvir determinadas coisas numa reunião (que nada tinham a ver comigo mas às quais tive de assistir em função da minha posição) provocou-me revolta mesmo nas entranhas.

Quando pensava que já estava habituada a ouvir sete ou oito palavrões numa frase com dez palavras e gritaria atrás de gritaria- os homens daqui parecem ter essa necessidade para se sentirem donos da razão e demonstrar firmeza - eis que me conseguem surpreender com tanta, mas tanta, ignorância. Porque só a ignorância e bestialidade justificam certas palavras.

Hoje, às portas do fim-de-semana, levo para casa a certeza de que se há uma grande lacuna nesta empresa, provavelmente até a maior de todas, é a falta de respeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)


5 comentários

Imagem de perfil

De Daniela Barreira a 20.03.2015 às 21:47

podia ter sido eu a escrever (quase) palavra por palavra desse post. tal e qual. assisti ao mesmo. há coisas que nos ultrapassam. tanto.
Imagem de perfil

De Clara a 23.03.2015 às 11:23

Ultrapassam e, pior, desmotivam!
Imagem de perfil

De Daniela Barreira a 23.03.2015 às 12:06

é mesmo isso!
Imagem de perfil

De Mulher, Filha e Mãe a 20.03.2015 às 22:19

uii, como eu percebo na perfeição cada palavra deste post... Não agora, mas um dos motivos que me levou a sair do meu último trabalho, foi exatamente esse :/
Força*
Imagem de perfil

De Clara a 23.03.2015 às 11:22

Provavelmente teria acontecido o mesmo comigo, se aquelas palavras me tivessem sido dirigidas. Conhecendo-me bem, a secretária onde estou sentada agora estaria hoje à disposição. Já tive grandes expectativas de poder mudar mentalidades e formas de estar dentro desta empresa, que com o passar do tempo foram caindo por terra.
Obrigada pela força.

Comentar post



Vocês não gostam de surpresas? E daquela sensação única de descobrir uma coisa agora, outra depois, sem pressas, deixando que o tempo nos diga, afinal, quem é, de onde vem, o que faz, o que gosta e odeia?... A escrita é o meu espelho e, se querem saber mais sobre mim, basta que consigam ver-me para além dele.

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




Pesquisar

  Pesquisar no Blog