Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Não se pode estar doente

por Clara, em 12.12.14

Consulta agendada para as 10h. Eu, otária, preocupei-me em chegar 30 minutos mais cedo, não fosse o trânsito estar complicado e o estacionamento idem. Não obstante, consideremos apenas o tempo de espera a partir da hora a que a consulta estava marcada. 

Passou-se 1 hora.

A sala de espera estava apinhada de gente.

Passou-se 1h30 e, eu, cansada de esperar resolvi perguntar à senhora que gentilmente chamava os doentes qual o ponto de situação para o médico em causa. Está atrasado, respondeu, ainda estou a chamar as consultas das 9h.

O relógio marcava 11h30. Espetacular!

Sentei-me e esperei mais uns 20 minutos, até que (aleluia) fui chamada. No consultório estive uns 3 ou 4 minutos, não cronometrei, é pena. O médico que pegou no meu processo é um novato, o anterior foi embora daquele hospital (olha a sorte dele) e gabo-lhe apenas a atitude de me ter cumprimentado quando entrei porque conheço alguns que nem isso fazem. Porém, critico-lhe tudo o resto, como sendo o facto de me estar a ver à sua frente pela primeiríssima vez, com um histórico de cirurgias feitas em ambos os joelhos, em que o objectivo da consulta seria reavaliar a situação, pois aqui a menina anda queixosa. Ora, como na consulta de há meio ano atrás o outro médico (o tal que abandonou o barco) determinou que seria necessário fazer fisio, e tendo em conta que nem sequer fui chamada para a consulta da especialidade, o sotôr resolveu ter o seguinte diálogo com a paciente (eu, portanto):

- Como tem andado?

- Igual, com algumas dores.

- Já fez a fisioterapia pedida pelo Dr. N.?

- Não, ainda nem fui à consulta, tanto quanto sei está marcada para Fevereiro do próximo ano.

- Terá que fazer isso primeiro e se depois se se justificar é que avançamos para a cirurgia, como o Dr. N. lhe deve ter explicado. Vou pedir nova consulta para Abril está bem?

- Está muito bem.

- Boas festas.

- Muito obrigado e igualmente (apetecia-me mesmo era mandá-lo para um sítio que eu cá sei mas, estamos no Natal, contive-me).

E pronto, foi isto. Pensando bem, estarei a ser generosa quando falo em 3 ou 4 minutos. Se calhar, foi um pouquinho menos!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Carolina A. a 12.12.2014 às 17:01

Privado ou público?
Pode estar aí a diferença...
Imagem de perfil

De Clara a 12.12.2014 às 17:57

Público. Mas podia perfeitamente ter sido no privado. Já esperei mais em consultas, por exemplo, com o meu obstetra. Apesar de o tratamento ser outro, é um facto, a seca era igualzinha.

Comentar post



Vocês não gostam de surpresas? E daquela sensação única de descobrir uma coisa agora, outra depois, sem pressas, deixando que o tempo nos diga, afinal, quem é, de onde vem, o que faz, o que gosta e odeia?... A escrita é o meu espelho e, se querem saber mais sobre mim, basta que consigam ver-me para além dele.

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




Pesquisar

  Pesquisar no Blog