Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Músicas que falam por mim #4

por Clara, em 27.06.17

"Ali
Eu soube que era amor para a vida toda
Que era contigo a minha vida toda
Que era um amor para a vida toda"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho medo das palavras

por Clara, em 23.06.17

Expresso-me melhor a escrever do que a falar, digo eu que, às tantas, não faço bem nem uma coisa nem outra.

Tenho uma pessoa de quem gosto muito a precisar de um "vai tudo correr bem" ou um "vai dar certo"... Uma amiga, que é também colega de trabalho, relativamente recente minha vida, está a passar por momentos complicados, por uma fase menos boa.

Eu, tão magoada que fui nestas coisas da amizade, quero ter a capacidade de não catalogar toda a gente na mesma categoria, e mostrar a essa pessoa que lhe dou a mão, e o braço se também for preciso.

Eu que, ao longo dos últimos anos, quis manter um distanciamento confortável nas ligações que criei com colegas de trabalho, deixei que desta vez fosse diferente. Não posso não alimentar uma amizade só porque tenho medo. E, portanto, o meu receio agora passa por não ter a palavra certa, no momento certo, porque nisto das palavras eu não sou a melhor. Conforta-me saber que estando eu no seu lugar, o silêncio no colo de uma amiga seriam o bastante para me sentir melhor.

Com isso, com essa presença, os que preenchem o meu coração poderão sempre contar! Ela não será excepção...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pedrógão Grande

por Clara, em 22.06.17

Estive em Fátima no sábado. Cheguei ao final da tarde, com um calor tremendo e um ar sufocante. Enquanto jantávamos, olhávamos a escuridão no horizonte. O empregado de mesa dizia-nos que "quando vem daquele lado, é chuva na certa". Enganou-se! Enganámo-nos todos, saberíamos depois.

Seguimos para o Santuário (com o carro já coberto de faúlhas de um "qualquer" incêndio, presumíamos) e por lá ficámos até bem perto das 0h00. Só no regresso ouvimos as notícias que davam conta de mortes num incêndio em Pedrógão Grande. 19, diziam. Mortes? 19 Mortos???

No dia seguinte, 40, 50... 60!

Inacreditável...

(Aquela escuridão... O ar sufocantes... as faúlhas...)

Morreram 64 pessoas, vítimas de um incêndio!!!

E nada falhou? Quanto mais leio, quanto mas vejo, quanto mais oiço, menos compreendo.

E ainda não desatei este nó na garganta...

Quando é que acordamos???

Autoria e outros dados (tags, etc)

...

por Clara, em 07.06.17

Hoje o ambiente está tão pesado que temo pela vida da planta, que agora vive em minha secretária, coisa mais fofa da mamã.

Eu bem que me esforço por trazer boas energias a esta casa - leia-se escritório - mas há dias em que a escuridão se abate sobre os colegas que comigo partilham um open space (upa upa, que isto dito assim fica quase bonito), e é uma carga de trabalhos lidar com eles.

Olhem, vou subir o som da rádio!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da utilidade do "bcc"

por Clara, em 06.06.17

Ele é CVs com foto em biquini, ele é erros ortográficos que fazem Camões arquear o sobrolho, ele é... enfim, de tudo um pouco e para todos os gostos. Quem nas suas funções inclui o recrutamento e seleção, sabe bem o quão surpreendente pode ser a análise de candidaturas.

Divulguei recentemente um anúncio e, mais uma vez, os meus candidatos não me desiludiram. Recebi há pouco um e-mail em que no destinatário estou eu (como é óbvio!) e mais dois endereços que, para meu espanto e graça, são de outras empresas. Depreendo, portanto, que a pessoa estará a candidatar-se a três ofertas de emprego e achou por bem mandar o mesmo e-mail a toda a gente, de uma assentada só.

Sim senhor!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Showroomprive, not again!

por Clara, em 05.06.17

Tem grandes descontos, grandes marcas, bla bla bla, pardais ao ninho.

A minha primeira compra aconteceu e não aconteceu, passo a explicar. Registei-me, fiz uma encomenda, paguei e quase um mês depois recebi um e-mail a explicar que havia sido cancelada por razões alheias, da responsabilidade do fornecedor. Uiiiii, fiquei um bocadinho irritada! Sabia que, mais cedo ou mais tarde, isto das compras online tinha que correr mal!

Mas, bom, insisti. Voltei a efetuar uma segunda encomenda e essa sim chegou-me às mãos, embora 28 dias depois. Uma mala e um colar, a primeira com manchas, o segundo sem brilho absolutamente nenhum, o que denuncia que estariam guardados nos confins dos armazéns, sem ver a luz do dia há uns anos.

Que desilusão! Os prazos são manifestamente maus, esperar um mês por uma encomenda não me parece nada razoável, e pior do que isso é não fazer essa espera valer a pena.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A escrita é o meu espelho e, se querem saber mais sobre mim, basta que consigam ver-me para além dele.

foto do autor



Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D




Pesquisar

  Pesquisar no Blog